Rádio JOVEM PAN

101.5. Jovem Pan Barretos

Ouvir

Candidatura de Huck era “fake” até a Globo apresentar seus candidatos, crê Levy Fidelix

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Levy Fidelix participa do Pânico; veja fotos

Levy Fidelix avaliou quais políticos devem oficializar a candidatura para 2018

Fonte: Johnny Drum/ Jovem Pan

Levy Fidelix avaliou quais políticos devem oficializar a candidatura para 2018

Levy Fidelix no Pânico

Fonte: Johnny Drum/ Jovem Pan

Levy Fidelix no Pânico

Levy Fidelix no Pânico

Fonte: Johnny Drum/ Jovem Pan

Levy Fidelix no Pânico

Levy Fidelix no Pânico

Fonte: Johnny Drum/ Jovem Pan

Levy Fidelix no Pânico

Levy Fidelix no Pânico

Fonte: Johnny Drum/ Jovem Pan

Levy Fidelix no Pânico

Levy Fidelix no Pânico

Fonte: Johnny Drum/ Jovem Pan

Levy Fidelix no Pânico

Levy Fidelix no Pânico

Fonte: Johnny Drum/ Jovem Pan

Levy Fidelix no Pânico

Levy Fidelix avaliou quais políticos devem oficializar a candidatura para 2018
Levy Fidelix no Pânico
Levy Fidelix no Pânico
Levy Fidelix no Pânico
Levy Fidelix no Pânico
Levy Fidelix no Pânico
Levy Fidelix no Pânico

Primeiro pré-candidato oficial à presidência, Levy Fidelix não acredita que Luciano Huck tenha tido a intenção de se lançar como candidato. Convidado do Pânico na Rádio desta quinta-feira (30), Levy chamou de “fake” a história do apresentador.

“Foi fake. A TV Globo queria ganhar tempo até apresentar os seus candidatos”, defendeu ao afirmar que, agora que as candidaturas irão se oficializar, todos os fakes vão cair.

Para Levy, outro político que sinalizou para as eleições mas não deve se candidatar é João Doria, prefeito de São Paulo, “porque ele não fez nada” pela cidade. “Doria deveria ter ficado mais tempo fazendo festão, mas não fez o dever de casa e mal começou, na ânsia do poder, já quis ser presidente”, falou.

 Entre aqueles que devem ir adiante nas eleições de 2018, Levy avaliou que “a direita precisa de mais candidatos”. Ao falar de Bolsonaro, ele não descartou a possibilidade de se unir ao candidato.

“Somos do mesmo campo, mas tenho divergências com ele”, opinou. “Mas vejo [as eleições] como um campeonato e vai chegar um momento que isso pode ocorrer [a direita se unir]”, falou.

O candidato à presidência ainda criticou a forma como sua figura está sempre associada à declarações homofóbicas e discursos de ódio. “Querem me reduzir a isso, mas meu discurso não é isso”, defendeu.

Questionado se não gostaria de concorrer em outros cargos, como deputado ou vereador, Levy refutou a possibilidade e disse acreditar que irá se eleger presidente em 2018. “O povo não ouviu o que falei [nas outras eleições, mas vai ouvir em determinado momento, é insistir”, falou.

“Nas últimas eleições tive 500 mil votos e agora estão todos na Lava Jato e eu não. Acho que o jogo será outro”, concluiu.


Tags da Pan

Comentários