Rádio JOVEM PAN

101.5. Jovem Pan Barretos

Ouvir

À procura de “bons momentos", administradora sai com 32 homens e escreve livro

por Jovem Pan, . - Atualizado em

Isabel Dias e Carmita Abdo visitam a Jovem Pan

Isabel Dias e Carmita Abdo visitam a Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Isabel Dias e Carmita Abdo visitam a Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Fonte: Jovem Pan

Isabel Dias e Carmita Abdo visitam a Jovem Pan

A administradora Isabel Dias, autora do livro "32 - Um homem para cada ano que passei com cocê", contou o porquê registrou suas experiências amorosas após descobrir que era traída pelo marido  durante o Morning Show desta terça-feira (22).

Solteira novamente após os 50 anos, Isabel precisava de “bons momentos e fortes emoções” para melhorar a autoestima. "Sexo por sexo me viro bem sozinha. Queria alguém que me desse um ‘plus’. Queria bater um papo, falar, trocar, emails, telefonemas,  mensagens, sair, jantar fora", considerou.

"Me reencontrei muito com esse processo todo. Não foi só um empoderamento, mas foi um autoconhecimento", falou.  Segundo ela, o ex-parceiro não teve apenas uma amante, mas várias, o que a deixou triste por um tempo.

O fim de relacionamento, contou a administradora, foi aos poucos.  "Em um momento tivemos uma interrupção da comunicação e deixamos de ser verdadeiros parceiros. Seria mais honesto abrir a porta da rua e cada um ir para seu canto", acredita.

Isabel não concorda com o lugar-comum de que “falta homem na praça”, já que em pouco tempo ela conseguiu se envolver com mais de 30 pessoas. “Quando fiz um perfil num site de relacionamento, quase 100% do que escrevi era verdade", falou. A administradora ressaltava que não queria uma vida a dois, mas, sim, aventuras.

A sexóloga Carmita Abdo, também presente nos estúdios da Jovem Pan,  falou que descobrir que o amado – ou a amada – tem um relacionamento extra-oficial nem sempre motiva uma separação. "Pode ser um alerta que algo não vai bem. Quando são repetidas vezes, é preciso ver que existe pessoas que não conseguem se relacionar com um único parceiro", alertou.

A especialista também lembrou os ouvintes do Morning Show que o empoderamento feminino também significa a mimetização de algumas ações masculinas.  "Não que a mulher não traia desde o início da humanidade, mas agora ela fala sobre isso", finalizou.


Tags da Pan

Comentários